domingo, 11 de junho de 2017

Maravilhas do Rock’n Roll dos anos 60/70

1 - ELVIS PRESLEY
Eu costumo dizer que Elvis inventou o Rock e os britânicos o aperfeiçoaram. Não só os Beatles, Rolling Stones, Eric Clapton, The Who, Led Zepellin, Queen, Sex Pistols, Pink Floyd, que dominaram o cenário do Rock mundial e, sobretudo, os EUA, com seus sucessos fabulosos, mas a maioria das grandes estrelas, cujas histórias e sucessos eu venho postando nessa série, são provenientes da Grã Bretanha.
Porém, como disse um dia, John Lennon, Elvis foi o começo de tudo e o grande ídolo de todos os outros que o sucederam. Por isso, com a sua morte precoce, em agosto de 1977, aos 42 anos de idade, a humanidade perdeu um dos seus maiores mitos, um dos maiores gênios da música, dono da mais bela voz.
Por meio da sua arte, sempre pautado pelo caráter exemplar e pela humildade, ele deixou para o mundo um estilo musical e uma filosofia de vida chamada ROCK'N ROLL, que mudou a humanidade para sempre, pra melhor!
Veja mais sobre ele no link abaixo:


2 - THE ANIMALS
A banda formada em New Castle, no norte da Inglaterra, em 1960, interpretava Blues e Folks típicos da região do Delta do Mississipi (Estados Unidos), influenciada pelos estilos de Chuck Berry e Bob Dylan.
Em 1964, transferiram-se para Londres, a partir de onde o sucesso estourou para o mundo, com o lançamento dessa magnífica produção de "The House of the Rising Sun".
A música original é um clássico muito antigo do folclore norte americano, provavelmente do final do século XIX, de autoria desconhecida, que alerta para os infortúnios de pessoas envolvidas com bebidas e com jogos em New Orleans. A belíssima versão da banda The Animals faz uma estilização em ritmo Rock Folk, cujos maiores destaques ficam por conta do solo da guitarra espetacular de Alan Price e a voz marcante de Eric Burdon. Uma obra prima inesquecível, que atravessa gerações.


3 - THE SHOCKING BLUE
O fabuloso e curtíssimo voo dessa banda espetacular teve início no seu país de origem, a Holanda, em 1971. Neste mesmo ano, quando se apresentaram pela primeira vez na TV americana, a bela voz rouca e a performance peculiar da cantora Mariska Veres, provocou muitas especulações na mídia, insinuando que poderia se tratar de um homem disfarçado de garota. Não só essa polêmica, que despertou a curiosidade da mídia e das pessoas, mas também o estilo musical, que caiu no gosto da população, tudo isso encantou os EUA e ganhou o mundo muito rapidamente.
Cerca de um ano e meio depois, a despeito da fenomenal venda de mais de 13 milhões de discos no mundo inteiro, puxados pela música Venus (abaixo), a banda começou a se deteriorar, se acabando em 1973.


4 - THE MARMELADE
A banda foi formada em 1961 em Glasgow, na Escócia. No começo da carreira se chamavam "The Gaylords", mas antes de emplacarem os primeiros sucessos no Reino Unido, mudaram o para o nome definitivo.
Em novembro de 1969 lançaram a belíssima composição do guitarrista Junior Campbell, Reflections of my life que, interpretada divinamente pelo timbre emocional da voz de Dean Ford, com magníficos arranjos vocais e de teclado, imediatamente ganhou os primeiros lugares das paradas de sucesso na Inglaterra e, nas semanas seguintes, estourou no mundo inteiro.
A canção permaneceu entre as dez mais tocadas nos EUA ao longo de todo o ano de 1970, sendo a décima classificada no "Billboard Hot 100" e a sétima do "Cash Box Top 100" e, no final de 1971, já tinha atingido um milhão de discos vendidos.
The Marmelade não seguiram carreira juntos, como uma banda, mas eventualmente ainda costumam se reunir em projetos específicos para gravação de vídeos e para shows, com muito sucesso.


5 - THE BADFINGER
Uma das mais belas lembranças dos meus 9-10 anos de idade e uma triste história do Rock'n Roll que a tragédia interrompeu cedo demais!
A banda, formada por três garotos de Liverpool, contemporâneos e conterrâneos dos Beatles, embalou os sonhos e a alegria de muitos jovens no final dos anos 60 e início dos anos 70.
Porém, por causa de inveja e de processos judiciais motivados por ganância de produtores e aproveitadores, acabou destruída em pleno auge do sucesso.
As pressões e desilusões levaram dois de seus membros ao suicídio: o cantor e guitarrista Pete Hams e o baixista Tom Evans.
Youtube: The Bad Fingers - No Matter What


6 - DAVID BOWIE
Morto em janeiro de 2016, aos 69 anos, foi um performer criativo e genial, que deixou um legado gigante para a música e para o Rock’n Roll. Para muitos que acreditam não terem conhecido bem o seu trabalho, vamos a algumas dicas.
Lá pelos idos de 1969/70, ele criou um estilo musical chamado "Glitter Rock", batizado no Brasil como "Rock Purpurina", que deu origem a uma das mais belas linhagens melódicas do Rock'n Roll no mundo inteiro.
Esse estilo foi o responsável pelo sucesso de grandes nomes da música mundial no mundo inteiro, como Black Sabbat, Sex Pistols, U-2, Ramones e, segundo alguns especialistas, até Madonna e Michael Jackson teriam sido o que foram por causa da influência do Rock Purpurina.
No Brasil, segundo a maioria dos teóricos, o estilo Purpurina foi responsável pela sucesso de, nada mais nada menos que Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Raul Seixas, Rita Lee, Os Mutantes, Secos & Molhados e, mais recentemente, Legião Urbana, Titãs, Engenheiros do Hawaii, Blitz, etc, etc...
Sem contar o impulso na carreira do Nirvana, depois que eles homenagearam David Bowie gravando a sua música "The man who sold the world".

Leia Também:

* Marcio Almeida é Engenheiro Mecânico e Engenheiro Industrial, Administrador de Empresas, Mestre em Gestão Governamental e Ciência Política, Especialista em Direito Administrativo Disciplinar, pesquisador autodidata em Sociologia, História Política e Social e Nutrologia, Meio-Maratonista, ex Diretor de Auditoria Legislativa e ex Presidente de Processos Disciplinares na Administração Federal Brasileira, MM

(TAGS.: maravilhas rock rock’n Rock`n músicas bandas infância adolescência musica bandas)


Nenhum comentário: